Netlinks | Agência de SEO Certificada pelo SEMrush

SP

R. Florida 1738, Cj 121, Brooklin
Atendimento: (11) 2500-2228

BH

R. J. Achilles Veloso 160, Estoril
Atendimento: (31) 4042-5566

SP

Rua Florida 1738, Cj 121
Brooklin (11) 2500-2228

BH

Juiz Achilles Veloso 16
Estoril (31) 4042-5566

SEO – 7 fatores de rankeamento para ficar nas primeiras posições do Google

SEO – 7 fatores de rankeamento para ficar nas primeiras posições do Google

SEO (Search Engine Optimization), também conhecido como otimização para mecanismos de busca, é o conjunto de técnicas e estratégias para aumentar o número de acessos de um site através de um melhor posicionamento nos resultados orgânicos de mecanismos de pesquisa, como o Google.

Mas quais os critérios que o Google considera para posicionar um site na página de resultados? O próprio Google afirma que são mais de 200 fatores que definem quais páginas ficarão melhor posicionadas quando você faz uma pesquisa, o que não facilita a vida do profissional de marketing digital.  Porém, alguns destes fatores predominam e possuem grande importância na hora de pensar em SEO. Aqui trazemos 7 deles para ajudar na otimização de seu site.

1. A importância do domínio em SEO

Domínio é o endereço que as pessoas digitam para chegar até um site na internet. Esse endereço é formado por dois elementos, o nome e as extensões. Nestes elementos estão presentes informações importantes para classificar um site nos resultados de busca. Conter a palavra-chave como primeira palavra no domínio é uma vantagem para sair na frente em uma pesquisa, mas atualmente o Google analisa bem mais que o nome para conferir autoridade a ele.

Um fator relevante é a data em que o domínio irá expirar, pois isso quer dizer muito sobre a qualidade e legitimidade daquele site. Os domínios valiosos são normalmente registrados para muitos anos, enquanto domínios fracos e pouco usados não passam de um ano. O histórico do domínio também é considerado no rankeamento do Google. Um site com rotatividade de proprietários ou que já foi penalizado pode cair bastante de posições. A extensão do domínio do país onde está exclusivamente seu negócio é outro fator favorável que pode ajudar na classificação do site, mas pode limitar se tiver a intenção de um dia expandir internacionalmente.

2. Link building

Não é novidade que os links são importantes desde que a internet existe. A World Wide Web nada mais é que um conjunto de documentos interligados que formam as conexões. É através dos links que os usuários navegam entre páginas, sites e arquivos. Link building é uma das mais importantes estratégias de SEO que busca construir uma rede de links para uma página aumentando seu tráfego e fortalecendo sua popularidade diante dos mecanismos de busca.

Esses links podem ser externos ou internos. Mas quando se trata de link building geralmente se pensa nos links externos, ou seja, aqueles links vindos de outros sites, também chamados de backlinks ou inbound links. Uma boa maneira de conquistar links externos é estabelecendo contatos om blogs de empresas renomadas e que atuem em mercados contextualizados ao seu negócio, de forma que possam trocar links. São essas relações que mostram ao Google a relevância de uma página para que conquiste um bom posicionamento nos resultados.

3. Pesquisa de palavra-chave

Sabemos que SEO vai muito além de pesquisa de palavra-chave, mas não se pode negar sua fundamental importância. Afina de contas, é digitando palavras-chave nos motores de busca que as pessoas irão encontrar seu site. Assim, ter conhecimento dos termos mais buscados irá fazer toda diferença na produção de seu conteúdo.

Existem ferramentas disponíveis no próprio Google para ajudar na pesquisa e análise dessas palavras-chave, como a Keyword Planner, o  Google Analytcs e o Google trends. Essas plataformas revelam informações preciosas dos termos escolhidos para serem utilizados, como volume de busca, previsões de tráfego e cálculo do custo por clique. É possível também utilizar sinônimos, variações e palavras-chave complementares para evitar repetições. E lembre-se de lugares sagrados onde a palavra-chave deve estar presente, como no título, nas primeiras linhas e outras partes do texto, mas sem exageros, claro!

4. Escaneabilidade

Sua página ser encontrada rapidamente não é garantia de sucesso se o visitante descartar o conteúdo visualizado assim que acessar. É aí que entra a escaneabilidade para causar uma boa impressão de cara. A forma como o conteúdo está estruturado tem que possibilitar uma leitura rápida do texto e o que esperar dele, para assim conquistar o interesse e permanência do leitor.

Alguns requisitos devem ser bem observados, a começar pelo tamanho do texto. Um conteúdo muito longo, por mais interessante que seja, pode desanimar o visitante. A separação por subtítulos com utilização de heading tags em ordem hierárquica facilita a visualização e organiza melhor as ideias. A utilização de frases curtas e recursos diferenciados como negritos, itálicos, sublinhados, listas, imagens e vídeos é bem visto e apreciado pelo leitor.

 5. Tempo de permanência na página

Se um visitante permanece por muito tempo em uma página isso é um ótimo sinal de que conteúdo entregue e a navegação agradaram em termos de qualidade. Existe uma taxa para medir esse tempo, é chamada bounce rate ou em português, taxa de rejeição. Essa taxa mostra o percentual de visitas que saíram do site sem mal conferir o conteúdo. Portanto, um bounce rate alto compromete o tempo de permanência na página, e por consequência, todos os investimentos feitos em SEO.

Mas o que o site ou blog ganha ao segurar os visitantes por mais tempo? Tudo, uma vez que melhora seu rankeamento no Google. Para um usuário permanecer em um site este precisa ser bem atrativo e atender expectativas em termos de conteúdo e experiência, como a escaneabilidade já mencionada e a velocidade de carregamento, que será explicada a seguir. Logo, páginas com menor taxa de rejeição ficarão melhor posicionadas no Google. 

 6. Velocidade de carregamento da página

Uma coisa que pode fazer o visitante desistir é a lentidão no carregamento da página. Um site rápido facilita o acesso se tornando agradável para que as pessoas voltem a visitar sua página e mostrem aos motores de busca que ela tem autoridade e destaque. Algumas providências podem colaborar para aumentar velocidade de carregamento, como por exemplo a otimização no tamanho dos arquivos de imagens, a redução de elementos visuais desnecessários e compactação de scripts e códigos.

 7. Design responsivo

Do que adianta seu site possuir um conteúdo excelente se não puder ser acessado de qualquer equipamento, principalmente de dispositivos móveis onde está a maioria dos usuários realizando suas buscas?  Um site responsivo deve possuir design compatível com diferentes plataformas para garantir uma experiência de qualidade para todos.

Diante da importância cada vez maior deste fator de rankeamento de páginas, invista em um design amigável e intuitivo, com uma URL otimizada e uma velocidade rápida de carregamento. Lembre-se de que o público do mobile não perderá tempo em um site de difícil navegação e leitura do conteúdo.

Precisa de ajuda com SEO para sua empresa? Conheça a consultoria da Netlinks que pode colocá-la no topo do Google.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.