Estratégia de Marketing: veja sua importância e principais tipos 2023

foguete grafico estrategia de marketing netlinks

Você certamente já ouviu falar em estratégia de marketing. Mas você sabe a importância dela e qual melhor se aplica à sua empresa?

Com uma sólida estratégia, é possível melhorar o posicionamento de sua marca, atrair novos clientes e melhorar a comunicação de sua empresa com a sociedade em geral.

Para isso, é necessário verificar qual tipo de planejamento funciona melhor à sua realidade, ou seja, adaptando-o de acordo com os produtos e serviços que seu negócio oferece.

Contudo, é bastante comum encontrarmos pessoas utilizando esse termo sem saber direito do que se trata ou então achando que significa o mesmo de fazer campanhas de marketing.

Pensando nisso, a Netlinks criou este guia com as principais informações sobre o tema. Desse modo, você poderá aplicar a melhor estratégia de marketing para que o seu negócio seja bem-sucedido.

Fique conosco e tenha uma ótima leitura!

O que é estratégia de Marketing e por que é importante defini-la? 

A estratégia de Marketing consiste no conjunto de ações práticas relacionadas à marca de sua empresa, como atrair novos clientes, melhorar suas vendas ou ainda expandir o seu nível de influência no mercado de atuação.

Assim, uma boa estratégia auxilia a construir uma imagem positiva da sua empresa, ampliando a sua visibilidade no nicho onde ela atua.

Portanto, esse tipo de planejamento alcança especialmente os clientes de um produto ou serviço, mas também engloba outros consumidores, parceiros e a sociedade como um todo.

Por isso, esse tipo de estratégia é extremamente importante para empresas que desejam ter destaque no mercado, ampliando seus lucros e fidelizando clientes.

Outros benefícios se referem a:

  • Criar ações específicas em torno de branding e posicionamento da marca;
  • Rever ações desnecessárias, reduzindo gastos da empresa;
  • Tomar melhores decisões, a partir dos resultados das ações anteriores;
  • Aumentar a motivação da equipe, que passa a trabalhar com metas bem definidas;

Veja quais elementos são fundamentais em uma estratégia de marketing

Empresas de diferentes portes e metas devem elaborar estratégias de Marketing igualmente distintas. Afinal, uma tática de Marketing Digital para pequenas empresas não funcionará para negócios de grande porte e vice-versa.

Por exemplo, não adianta gastar dinheiro com anúncios no Google, ou Google Ads, se a sua empresa se beneficiaria mais com a adoção de táticas em torno do tráfego orgânico.

No entanto, existem elementos comuns para uma estratégia de Marketing eficiente que independe do tamanho ou dos serviços prestados pela organização.

Contudo, adaptar esses elementos para o seu negócio é crucial, pois isso evita frustrações com metas inalcançáveis ou tímidas demais.

Portanto, confira a seguir alguns elementos importantes para se ter no planejamento estratégico do Marketing de sua organização.

Persona bem definida 

Com certeza, você já ouviu falar na definição de público-alvo. Esse conceito é importante, pois um segmento de pessoas com características comuns, como, gênero, idade, profissão, entre outras.

Contudo, na hora de criar uma estratégia de Marketing direcionada, se trabalha com o conceito de persona. Ela se trata da representação fictícia do cliente ideal para o seu negócio.

Em outros termos, cria-se uma persona a partir da análise de dados reais sobre características demográficas e comportamentais do seu público-alvo.

Além disso, a definição da persona considera motivações, objetivos, histórias pessoais, preocupações e desafios dessa pessoa.

Isso significa que você estabelece um perfil de uma pessoa bem mais específico e realiza estratégias que envolvam seu produto ou serviço como uma solução que ela busca.

Uma empresa pode direcionar suas táticas para diferentes personas, incluindo clientes satisfeitos e insatisfeitos. Todavia, analise bem a situação para não cair no erro de “atirar para todos os lados” e não atingir ninguém.

Ter objetivos claros

Elaborar objetivos diretos e específicos se constitui como uma etapa fundamental para a estratégia de Marketing de qualquer negócio, visto que isso economiza energia e tempo.

Para isso, você deve ir direto ao ponto: analise os números de sua empresa e faça uma lista de necessidades mais urgentes. Dessa maneira, você poupa tempo de gestores e funcionários, criando soluções efetivas para os problemas.

A seguir, pensamos em alguns possíveis cenários e soluções diretas para cada um deles:

  • Aprofundar o conhecimento sobre a marca: táticas como ações nas redes sociais e parcerias com influenciadores digitais;
  • Reposicionamento do negócio no mercado: ações de apresentação das novas soluções para clientes e que demonstrem a expansão das atividades;
  • Incremento da taxa de conversão: campanhas diretas, explicando melhor as ofertas e os benefícios dos seus produtos, assim como uma revisão do site;

Planejamento

A estratégia de Marketing depende de um bom planejamento, afinal, ele define todas as ações e a forma de atingir os objetivos definidos no prazo estabelecido.

Nesse momento, é importante contar com um planejamento detalhado, tendo em vista que um maior número de informações otimiza os processos, tornando possível alocar recursos e esforços de maneira mais eficiente.

Você pode seguir um desses modelos de planejamento estratégico:

  • Método de campanhas: ideal para lançamentos de produtos e épocas específicas, esse sistema compreende ações criadas para campanhas específicas;
  • Modelo por níveis: divide-se de acordo com o nível da gestão – estratégico, tático e operacional – com tarefas específicas para cada um deles;
  • Por tipo de estratégia: concentra-se em planos que seguem o tipo de estratégia de Marketing, ou seja, cada subdivisão. A seguir, falaremos mais sobre cada uma delas.
Pessoa construindo uma Estratégia de Marketing com representação e símbolos.

Usar boas ferramentas 

Com a evolução digital, pessoas e empresas passaram a utilizar ferramentas para otimizar os processos, reduzindo tempo e melhorando os resultados.

Sendo assim, existem diversas ferramentas que auxiliam na hora de implementar a estratégia de Marketing, especialmente nos aspectos operacionais.

Dito isso, selecione aquelas que façam sentido com a natureza do seu negócio e vão ajudar a tornar os processos de trabalho mais rápidos. De nada adianta utilizar ferramentas que todo mundo usa, mas que não agregam valor à sua estratégia.

A seguir, citamos alguns exemplos:

  • CrazyEgg: esta ferramenta analisa os cliques e as rolagens do usuário na página, criando mapas de calor a partir desses dados. Desse modo, você pode desenvolver estratégias de conversão mais eficazes;
  • Google Trends: ajuda a pesquisar palavras-chave e se as pessoas buscam esse conteúdo na internet. Contudo, para ter uma análise correta dos números, é necessário contratar especialistas em Marketing Digital;
  • RD Station: ferramenta de automação do Marketing Digital, com as principais funções em um único software. Ela permite desenvolver estratégias específicas, além de conferir e auxiliar na análise das métricas;
  • WordPress: plataforma de serviços de CMS (Content Management System), onde você pode desenvolver páginas, como blogs e sites virtuais, administrando-as e criando conteúdos para esses endereços.

KPI’s adequados 

Os KPIs, ou Key Performance Indicators, consistem em valores quantitativos que mensuram o desempenho dos principais processos internos de uma organização.

Assim, com KPIs adequados, é possível analisar se o planejamento estratégico está dando bons resultados ou se ele precisa ser revisto.

Pense assim: um post no Instagram pode ter um alto número de curtidas e não oferecer resultados positivos. Então, é necessário analisar outros indicadores, como o custo de aquisição dos clientes e a taxa de conversão, por exemplo.

Por isso, os KPIs precisam se conectar aos objetivos da estratégia. Não adianta analisar a taxa de conversão se a sua meta não é analisar esse aspecto do negócio.

Além disso, é fundamental que a fonte de informação dos KPIs seja confiável para você tomar decisões seguras a partir deles.

Por fim, entenda que os KPIs não podem ser abstratos. Logo, números e porcentagens são essenciais para mensurar os resultados, redefinindo ou traçando novas estratégias.

Escolher os canais certos

Uma das principais características do mundo digital moderno é a forte presença nas redes sociais. Isso significa que o mundo inteiro se conecta por meio delas.

De acordo com dados da Data Reportal, 79,9% da população brasileira se encontra nas redes sociais em 2022.

Ou seja, empresas que desejam sobreviver no mercado competitivo devem marcar a sua presença no ambiente digital.

Todavia, uma estratégia de Marketing inteligente utiliza os canais certos para divulgar e, consequentemente, fazer esse posicionamento de marca de forma inteligente.

Obviamente, a sua companhia deve possuir perfis nas diversas redes sociais, mas isso não significa que deve realizar as mesmas ações em todas elas.

Analise o comportamento de sua persona e direcione sua atenção para onde ela está presente. Dessa maneira, você aumenta as suas taxas de retorno e conversão.

Também observe a natureza das diversas redes e adapte suas estratégias de acordo. Uma campanha para o YouTube é totalmente diferente de uma para o TikTok, por exemplo.

Estratégias de marketing que você pode trabalhar 

Antes de tudo, tenha em mente que existem muitos tipos de estratégias de Marketing que você pode implementar. Inclusive, algumas delas são bem conhecidas no mundo da Publicidade e Propaganda.

Aliás, você pode utilizar mais de uma estratégia de Marketing no seu negócio, desde que uma complemente a outra e, no fim, conduza a uma melhoria dos processos.

Apenas tenha em mente que as estratégias precisam estar alinhadas com as peculiaridades do negócio e com os interesses da persona. Dessa forma, você mantém coerência com as metas que estabeleceu no planejamento.

Se você não conta com profissionais especialistas da área no seu corpo de funcionários, você deve fazer uma consultoria de marketing digital com uma empresa especializada.

A seguir, confira 6 estratégias de Marketing que você pode trabalhar na sua empresa e aumentar as chances de sucesso do seu negócio!

Marketing Digital 

O Marketing Digital consiste em ações e estratégias focadas nos recursos digitais e na internet. Afinal, a imensa maioria das pessoas se encontra atualmente no ambiente online.

Assim, trata-se de um tipo de estratégia mais ampla que considera o espaço hiperconectado da internet, além da rotina e do comportamento dos usuários.

Por ser um ambiente interativo, as empresas conseguem desenvolver táticas diversas em vários canais, com análise de resultados em tempo real.

Adiciona-se a isso as plataformas de automação de Marketing, como ferramentas de disparo de e-mail, que permitem uma divulgação dos serviços e ainda fornecem métricas importantes. Como taxa de abertura, por exemplo.

Dessa maneira, a gestão do orçamento se torna mais simples e barata do que nos métodos mais tradicionais. 

Como exemplo de estratégia de Marketing Digital, podemos citar: links patrocinados no Google; criação de um site; envio de e-mail marketing para clientes; dentre outros.

Resultados de interação em redes sociais. Imagem ilustrativa para texto Estratégia de Marketing.

Marketing de Relacionamento

A estratégia do Marketing de Relacionamento se concentra nas ações de fidelização dos clientes

Para isso, todo o processo de construção e disseminação da marca tem como objetivo principal conquistar novos clientes e mantê-los em longo prazo.

Então, todo o planejamento se centraliza no usuário e na sua experiência. Empresas que utilizam esse tipo de estratégia acabam se tornando conhecidas como referências no mercado nesse aspecto.

Aliás, é necessário ter cuidado com a automação dos processos, caso decida pelo Marketing de Relacionamento, visto que a personalização do produto ou serviço é essencial.

A Apple, por exemplo, é uma companhia que utiliza esse tipo de estratégia. Neste caso, ela funcionou tão bem que conquistou fãs fervorosos que sempre adquirem os novos produtos da marca.

Marketing de Conteúdo 

O Marketing de Conteúdo se volta à criação e distribuição de conteúdo importante e valioso, que tem como foco resolver os problemas do público-alvo.

Isso significa que o objetivo dessa estratégia de Marketing se concentra em trazer um conteúdo com benefício real para a pessoa e não em vender um produto ou serviço.

Desse modo, você atrai, envolve e interage com o indivíduo, criando uma impressão positiva de sua marca e gerando autoridade para ela.

Aqui, como o foco principal se concentra em fornecer conteúdo valioso, a venda se apresenta como uma consequência do processo.

Portanto, você pode criar artigos em blogs, textos ricos, e-books, vídeos, posts em redes sociais e e-mails com conteúdos relevantes que se voltam a solucionar as necessidades das pessoas.

Inbound Marketing

Antes de tudo, é importante que você saiba que não existe Inbound Marketing sem Marketing de Conteúdo. Aliás, o conteúdo faz parte do Inbound.

A metodologia Inbound se refere a estratégias de Marketing que busca captar a atenção das pessoas de forma não intrusiva, atraindo-as de maneira sutil.

Para isso, o Inbound Marketing se fundamenta em 4 pilares:

  • Atração: conquistar visitantes interessados no produto ou serviço por meio de conteúdo valioso e relevante;
  • Conversão: dentre os visitantes, há aqueles com potencial de se tornarem leads, isto é, vendas em potencial do negócio. Nesta etapa, capta-se esses leads;
  • Venda: demonstrar para os leads que a sua solução é a melhor e realizar o processo de venda;
  • Encanto: o relacionamento com o cliente permanece após a compra, pois essa estratégia se concentra no encantamento do cliente com novos materiais para mantê-lo interessado.

Essa metodologia se concentra especialmente na técnica do funil de vendas. Esse método descreve a jornada do cliente, indo do primeiro contato até o momento em que ele decide comprar o produto ou serviço.

Outbound Marketing

O Outbund Marketing se refere à estratégia de Marketing tradicional, que vai atrás do cliente de forma ativa oferecendo serviços ou produtos.

Neste caso, o Outbound utiliza os meios de comunicação mais tradicionais, como revistas, TV, jornais, rádio, cartazes, outdoors, eventos, e assim por diante.

Contudo, também é possível se deparar com essa estratégia no meio digital. Banners, e-mails em massa e propagandas no meio de um vídeo no Youtube são métodos vistos no Outbound online.

De modo geral, considera-se o Outbound Marketing como datado, mas é uma estratégia que ainda fornece retorno para grandes empresas e que possuem um grande orçamento disponível.

Aliás, é importante não desconsiderar o alcance das mídias tradicionais nas casas brasileiras. Todavia, uma boa estratégia de Marketing considera o digital, tendo em vista o grande número de brasileiros nas redes.

Além disso, os meios tradicionais são bem mais caros. Com isso, uma empresa que conta apenas com a estratégia Outbound gasta muito dinheiro e pode sumir da mente dos usuários caso corte esse tipo de investimento financeiro.

Por outro lado, investir no Marketing Digital providencia um caminho mais duradouro para as empresas, além de solidificar sua presença no ambiente digital.

Endomarketing 

Ao longo desse texto, abordamos bastante a relação da empresa com o mercado. No entanto, desenvolver um relacionamento com os seus funcionários é igualmente importante.

Assim, surge o Endomarketing, um tipo de Marketing que se volta a reforçar a imagem da empresa para os seus próprios trabalhadores.

Para isso, se desenvolvem ações e estratégias que aumentem o engajamento deles com a marca, entendendo a importância do público interno para o desenvolvimento de produtos e serviços.

Um aspecto relevante do Endomarketing se apresenta na integração da comunicação, gerando assim uma cultura de valores compartilhados por todos.

Desse modo, os funcionários se sentem mais motivados e produzem melhor, além de aumentar a fidelização desse público interno, com menor pedido de demissões, atendimento de qualidade dos clientes e clima organizacional mais saudável.

Marketing Offline e Online: é possível conciliar? 

Muitas empresas fazem uso da estratégia omnichannel, que se volta à integração de múltiplos canais, como as plataformas online e offline.

Dessa maneira, a abordagem de vendas proporciona uma experiência de compra perfeita para o cliente, além de marcar a presença de sua marca em ambientes onde ele já tem familiaridade.

Por exemplo, o usuário faz uma busca no Google para verificar o preço de um produto, mas insiste em finalizar a compra na loja física. Você pode colocar um mapa direcionando o cliente diretamente para o endereço da sua loja.

Isso não se aplica apenas ao cliente que vai comprar o seu produto. Um exemplo disso é que você pode participar de eventos e feiras presenciais, a fim de estabelecer contatos com possíveis parceiros.

Portanto, apesar da contínua expansão do ambiente online, ignorar o offline pode ser um passo em falso na sua estratégia de Marketing.

Pessoa usando redes sociais para seu marketing.

Erros que você deve evitar em uma estratégia de marketing

Como visto, existem muitos tipos de estratégias de Marketing que você pode implementar para a sua empresa ser bem-sucedida e você garantir uma alta taxa de conversão de clientes.

Contudo, muitos gestores cometem erros na hora de firmar sua presença e consolidar sua marca no mercado. Isso ocorre especialmente por falta de compreensão da importância do Marketing para as empresas.

Para verificar isso, responda às seguintes perguntas: a sua equipe anda desmotivada com algum processo? Seus números se encontram abaixo do esperado? Há muitas reclamações dos clientes?

Caso a resposta seja sim para quaisquer delas, tenha em mente que provavelmente a sua estratégia de Marketing tem erros que devem ser resolvidos.

Pensando nisso, listamos 4 erros que você deve evitar na hora de implementar a sua estratégia.

Esquecer do planejamento

Ao longo deste artigo, citamos bastante a questão do planejamento estratégico, afinal, se trata de uma etapa vital para o Marketing de sua empresa.

Com um plano detalhado e focado em soluções para cada etapa, você conseguirá mensurar os resultados de forma eficiente e conseguir implementar novas etapas de forma satisfatória.

Em contrapartida, você não conseguirá definir objetivos sem um planejamento adequado. Aliás, lembre-se que esse é um processo contínuo que exige constantes revisões.

Portanto, implemente planos a partir de metas possíveis, tentando abranger as personas que a sua empresa deseja alcançar. 

Não trabalhar o pós-venda

Algumas empresas conseguem conduzir o cliente até a etapa de venda, mas não apresentam uma boa taxa de retenção. Por que será que isso acontece?

Em muitos casos, a organização não se preocupa em trabalhar o processo pós-venda. Com isso, não há uma fidelização dos clientes, que procuram outras empresas que ofereçam isso.

Sendo assim, busque essa fidelização por meio de contatos e disponibilidade de atendimento mesmo após a venda.

Dessa forma, será mais fácil do cliente lembrar da sua marca e ter uma impressão positiva, aumentando as chances de uma nova venda ou até mesmo de indicá-la para outras pessoas.

Por outro lado, não sufoque o cliente com contatos desnecessários, enchendo sua caixa de e-mails ou telefonemas não solicitados. Lembre-se que a sutileza e a qualidade do serviço são aspectos que os usuários valorizam acima de tudo.

Manter redes sociais desatualizadas 

Também é muito comum encontrarmos empresas que possuem diversos perfis nas redes sociais, mas não conseguem mantê-las atualizadas.

Vale lembrar que a maior parte dos brasileiros utilizam essas plataformas para se informar. Inclusive, muitos procuram dados sobre produtos e serviços nas redes antes mesmo de irem para sites específicos de empresas.

Além disso, as redes sociais simbolizam uma forma de se conectar com o público. Então, coloque conteúdo relevante nas plataformas para garantir a interação das pessoas com eles.

No entanto, apenas marque presença naquelas que façam sentido com o seu negócio. É melhor focar em algumas e ter uma presença sólida do que acompanhar tendências que não combinam com o que você oferta.

Não aplicar SEO 

A sigla SEO, ou Search Engine Optimization, trata-se da otimização para mecanismos de busca. Isso significa que uma empresa investe em SEO tem melhores resultados nos buscadores, como o Google.

Contudo, o algoritmo do Google é bastante complexo, envolvendo todo o conteúdo textual, de imagens e demais elementos de um site.

Ou seja, você pode ter um conteúdo bastante completo e informativo, mas ele não terá um bom resultado nos buscadores se não estiver de acordo com as regras do algoritmo.

Para ter um bom ranqueamento no buscador, é necessário conhecer e otimizar o conteúdo a fim de melhorar o tráfego orgânico do seu site e, assim, aumentar o número de acessos.

Portanto, aplicar o SEO no seu site é extremamente importante para manter um bom posicionamento, expandir sua atuação e garantir que mais pessoas conheçam seus produtos e serviços.

Para fazer isso de forma eficiente, você deve utilizar os serviços de uma empresa especializada em SEO. Continue lendo para saber como fazer isso!

Com este guia completo sobre estratégia de Marketing, você pode começar a fazer um planejamento adequado que impulsione a sua empresa para o crescimento.

Como falamos acima, uma boa estratégia de Marketing deve considerar o SEO. Então, você precisa conhecer a Netlinks, agência especializada na área de SEO no país.

Com uma metodologia própria focada em resultados, a Netlinks desenvolve estratégias que vão ajudar a melhorar a posição de sua empresa no Google, ampliando o seu alcance digital.

Assim, o seu negócio passa a ter maior autoridade no ambiente online por meio de um conteúdo personalizado e soluções de SEO que aumentam o seu tráfego.

Portanto, receba uma proposta especializada de SEO e veja como o time de especialistas da Netlinks pode melhorar as vendas da sua empresa!

Gostou do conteúdo? Então, deixe um comentário na seção abaixo e não esqueça de conferir outros artigos no Blog da Netlinks. Até a próxima!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Rodrigo Lemos
Rodrigo Lemos
Rodrigo Lemos é um dos principais especialistas em SEO (Search Engine Optimization) e Marketing Digital do Brasil e do mundo. Com mais de 15 anos de experiência no mercado digital, Rodrigo já atuou em grandes projetos como, por exemplo, na startup Méliuz, os portais Letras.mus.br, Cifraclub e Globo.com, além da Fiat, Tv Band, Banco Fibra, FEAD, entre outras. Atualmente, o especialista em SEO é sócio-diretor da Netlinks, uma das top 5 agências de SEO brasileiras, professor e mentor de SEO no site RodrigoLemos.com.br e proprietário de diversos sites e blogs de relevância na internet. Mineiro de Belo Horizonte, Rodrigo reside atualmente em BH e tem como referência nos negócios e na vida o empreendedor Flávio Augusto (CEO WiseUp e Orlando City) e Israel Salmen (CEO do Méliuz), além do grande atleta Ayrton Senna.